E-reader: tudo o que você precisa saber antes de comprar um




O e-reader foi feito para o simples ato de ler, sem muitos apetrechos, sem muitas funções engenhosas além disso: estes sãos os primeiros pontos que devemos entender sobre este aparelho.
Ele não visa, não quer substituir o tablet ou um smartphone - é algo distinto. É um elemento à parte, direcionado, de fato, a lembrar, a emular o ambiente simplificado de leitura. Por isso, atente-se a estes contextos antes de pensar em comprar um aparelho do gênero. Mas se o objetivo é somente a leitura tradicional, a ideia de comprar um leitor eletrônico é muito indicada.

Livros e mais


O e-reader, além de seu uso literário - com a possibilidade de compras de livros online, por exemplo - é uma escolha interessante também para quem precisa ler documentos pessoais em formatos diversos, como PDFs, TXTs, E-PUBs e MOBIs; ou, em certos casos, ainda para a leitura de textos na internet. Alguns aparelhos portam um navegador (simplificado) e conexões por Wi-Fi ou por redes móveis. O item também é uma ideia muito interessante para quem gosta de praticidade e deseja manter a biblioteca sempre por perto.

E-reader - características

Confortável para os olhos: o aparelho vem com a chamada tinta eletrônica - e-ink - que interage bem com luz natural ou artificial. A proposta chega bastante perto da sensação de leitura de um livro tradicional. O e-reader pode ser utilizado facilmente mesmo sob a luz o sol (praticamente sem reflexos na tela), ou ainda em ambientes escuros, já que, quando dotado de luz interna, esta luminosidade é direcionada à tela, e não à face - uma leitura mais confortável, menos cansativa.

Peso e tamanho. De modo geral, o livro eletrônico é leve e ainda  bastante compacto – mas sem deixar de proporcionar boa área de leitura. Pode ser levado em uma mochila ou quem sabe em um bolso mais generoso - muito prático para quem está na escola, faculdade ou para aqueles que precisam ler documentos no trabalho, por exemplo.

Capacidade. Provido de memória interna e/ou com capacidade de inserção de cartões externos, o apetrecho é também interessante a quem tem pouco espaço em casa, já que pode carregar milhares de títulos em sua estrutura.

Bateria. Diferentemente dos tablets, que possuem duração mais limitada de energia, geralmente de algumas horas, há exemplos de e-readers que possuem capacidade para um mês ou mais de duração de carga (variando conforme o modelo e os tipos de uso). Empresas como a Amazon, com seu Kindle, por exemplo, calculam este consumo em uma média de 30 minutos diários de leitura.

Disponibilidade de material gratuito.  Outro ponto a favor do aparelho é a quantidade de material disponível para download livre na rede, como o portal Domínio Público ou o Project Gutenberg, por exemplo, com milhares de opções literárias ou outros materiais de estudo. E-books gratuitos para os mais diversos gostos.

e-readers: diversas opções e um ótimo custo-benefício

Propostas de aparelho do gênero são cada vez mais comuns no mercado brasileiro, e o e-reader pode ser um item bem eficiente para buscar conteúdos em diferentes ambientes e línguas.
Além dos citado Kindle,  aparelhos como o Kobo ou o Lev são algumas das outras opções facilmente encontradas no mercado nacional.
E-readers populares podem ser encontrados por valores bastante acessíveis.

Ofertas relacionadas a este assunto?

Popular